Dois homens estão sentados à mesa. Um veste camisa social xadrez e o outro uma camisa social com estampa de linhas. Cada um está de um lado da mesa, que é de madeira, ambos seguram o mesmo monte de notas de dólares, cada um em uma extremidade. O monte de notas está preso por uma pequena fita de papel branco. Na mesa também é possível ver dois copos de vidro com água, um tablet, um celular, alguns livros e gráficos coloridos impressos em uma folha de papel branco.

7 dicas imperdíveis para reduzir despesas na sua empresa

Diminuir as despesas significa aumentar o lucro. Consequentemente, sobram recursos para investir em melhorias. Isso sem contar que, quando você torna a estrutura do seu negócio mais enxuta e menos onerosa, o aumento de competitividade vem como resultado natural, gerando crescimento. De olho nesse ciclo de vantagens, fica fácil entender por que reduzir os gastos da empresa é tão importante para seu sucesso. Mas como exatamente alcançar esses resultados? Por onde começar? Pois conheça a seguir 7 dicas imperdíveis para reduzir as despesas da sua empresa!

Analise com cuidado seus custos atuais

Para saber quanto você realmente precisa diminuir e onde as despesas devem se tornar mais enxutas, o primeiro passo é analisar sua matriz de custos atuais. Seja por meio de planilhas, relatórios financeiros ou quaisquer outras ferramentas de acompanhamento, é imprescindível entender com o que sua empresa anda gastando.

Nesse momento, vale ressaltar que alguns gastos não devem ser reduzidos para não comprometer a qualidade do produto ou serviço que comercializa. Já outros não só podem como devem ser otimizados o quanto antes! Por isso, o recomendado é fazer uma análise de custos e resultados, observando quais são as áreas que têm demandado mais recursos desnecessariamente.

Evite desperdícios de água e energia

Ao avaliar as despesas da sua empresa, é bem possível que você se depare com um valor mais elevado referente aos gastos com energia elétrica e água. E por mais que esses sejam custos que fazem parte da estrutura do negócio, eles podem sim ser diminuídos sem afetar a qualidade do trabalho e do que é efetivamente entregue.

Em relação a esse quesito, vale usar equipamentos e lâmpadas inteligentes, bem como garantir que toda a fiação da empresa esteja em dia, sem fugas de corrente, por exemplo. Acredite: só isso já diminuirá sua conta de energia. Quanto ao desperdício de água, a ação mais eficaz envolve a conscientização dos funcionários. Com um uso mais responsável, a conta certamente virá menor no final do mês.

Coloque a terceirização na ponta do lápis

Dependendo da atividade exercida por sua empresa e da estrutura que ela possui, a terceirização pode ser uma excelente possibilidade de reduzir despesas, uma vez que diminui os custos com encargos trabalhistas, além de também permitir que o negócio foque totalmente seus esforços em sua atividade-fim. A terceirização de serviços de limpeza e segurança, por exemplo, pode ser uma boa pedida.

Antes de adotar essa forma de contratação, entretanto, é interessante colocá-la na ponta do lápis para entender se é realmente vantajosa. Calcule o quanto o negócio gastaria para lidar com tal atividade por conta própria, considerando até os impactos de uma possível sobrecarga nos colaboradores. Depois, compare suas descobertas com os prós e contras da terceirização e veja para que lado a balança pende.

Reveja a relação com fornecedores

Muita atenção aqui: nada de substituir seus fornecedores por outros levando em conta unicamente o fator preço. Na verdade, essa atitude pode diminuir a qualidade do que você oferece a seus clientes e, com isso, comprometer seu sucesso. De toda forma, as relações com os fornecedores devem sim ser revistas.

Se você já tem um relacionamento mais extenso com um fornecedor, por exemplo, pode considerar solicitar mais flexibilidade ou preços com descontos e ofertas. Para embasar a negociação, peça um orçamento para fornecedores de qualidade equivalente. Se alguém oferecer um preço menor ou uma condição mais facilitada, você pode usar essa informação como forma de convencimento na conversa com o fornecedor atual. Se não funcionar, vale pensar em trocar de contrato.

Fique atento à gestão adequada dos transportes

É muito comum que alguns colaboradores da empresa eventual ou frequentemente precisem viajar a trabalho ou mesmo visitar um cliente em outra parte da cidade. Especialmente se essas ocorrências forem recorrentes, surge a necessidade de pensar em na gestão adequada dos transportes usados.

A verdade é que esse ponto também pode ser otimizado, gerando economia de recursos para o negócio. Em vez de transporte próprio, por exemplo, sua empresa pode investir em táxis corporativos, que podem oferecer condições facilitadas e corridas mais baratas, além de otimizar o tempo dos colaboradores, ajudando a alavancar a produtividade.

Use a tecnologia a seu favor

Quando o assunto é redução de custos, a tecnologia automaticamente surge como uma grande aliada, melhorando a confiabilidade, aumentando a produtividade e garantindo uma maior assertividade para seu planejamento de redução de gastos.

Usando a tecnologia para controlar as despesas, fica mais fácil enxergar quando algo está saindo do controle. Contar com a ajuda de um software de gestão para controlar os custos de produção, por exemplo, é uma boa saída. Da mesma forma, vale usar aplicativos que permitam realizar a gestão dos transportes, permitindo o pagamento direto do táxi corporativo, por exemplo. Isso elimina a necessidade de criar uma política de reembolso e oferece mais controle e segurança para a empresa.

 

post-2

Estabeleça metas de redução

Independentemente da área em que sua empresa vai cortar custos, é fundamental estabelecer metas de redução a serem cumpridas dentro de determinado período. Essa definição orienta não apenas a gestão, mas também os próprios colaboradores, garantindo assim uma economia maior.

Por isso, se a intenção é reduzir os gastos com energia elétrica, por exemplo, vale estabelecer um mínimo de redução para a conta dentro do período de análise. Já se a intenção é diminuir os custos com transporte, uma saída pode ser limitar a quantidade de viagens feitas ou ao menos o número de viajantes a cada deslocamento, por exemplo.

Como você pôde ver, por melhor que seja seu planejamento para a redução de despesas, é indispensável contar com o envolvimento de quem mais pode ajudar: os colaboradores. Por isso, é simplesmente fundamental envolver toda a equipe no processo, de modo que os funcionários não apenas se conscientizem da necessidade de redução de custos, mas realmente entendam seus papéis em todo o processo. Quanto maior for o engajamento, melhores serão os resultados.

Para reduzir despesas na empresa, é fundamental começar com a avaliação dos custos atuais para encontrar gargalos e possibilidades de otimização. A partir daí, vale a pena pensar em questões que vão desde o uso de energia elétrica à gestão de transportes. Com planejamento, engajamento e tecnologia, o resultado surge em forma de uma empresa mais robusta e com processos mais baratos.

Agora pense: o que você tem feito para reduzir as despesas na sua empresa? E para não se perder em meio a tantas informações, aproveite para ver também como realizar a gestão de custos em sua empresa!

Veja Também

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.