Homem e mulher se cumprimentam com aperto de mão

Como conseguir investidores para e-commerce?

Como todo negócio, um e-commerce precisa de investimentos. Assim, poderá expandir suas operações — por exemplo, trabalhando com novos produtos ou entregando para clientes em regiões mais distantes.

Será que você sabe como conseguir investidores? Se sua resposta foi não, fique tranquilo. Hoje, você vai descobrir 7 maneiras de conquistar pessoas dispostas a fornecer o dinheiro necessário para alavancar sua loja virtual. Confira abaixo!

A vantagem do e-commerce na captação de investimentos

Antes de partir para as dicas, precisamos ressaltar um detalhe: você sabia que o e-commerce conta com uma vantagem para conseguir investidores?

Uma pesquisa realizada em 2016 pela organização Anjos do Brasil — que analisa as tendências de comportamento dos investidores-anjo — aponta que 36% dos entrevistados demonstram interesse no segmento de comércio eletrônico.

Essa é uma excelente notícia, pois demonstra que há viabilidade para obter capital! Mas fique atento. Um levantamento de 2012 apontou que 80% dos investidores-anjo brasileiros atuam de maneira receptiva, ou seja, só investem quando são procurados pelos empreendedores com uma proposta. Isso prova que você continua sendo responsável por dar o primeiro passo em busca do capital para o seu negócio.

Quer saber como? Veja nossas dicas abaixo!

Como conquistar investidores

1. Conheça os perfis de investidor

Nem todos os investidores são iguais, sabia? Uma das principais características que os distinguem é a tolerância ao risco. Os investidores-anjo são aqueles que aceitam uma margem de risco maior e, portanto, investem em empresas iniciantes, inovadoras e que não têm ainda um modelo de negócios estável.

Além desse perfil, também temos os investidores de seed capital, com média tolerância ao risco, que investem em empresas um pouco mais consolidadas. Além disso, temos os fundos de venture capital, que investem em empresas que já possuem faturamento na casa dos milhões.

Observe que o valor de capital investido é inversamente proporcional ao risco. Em outras palavras, um investidor que aposta em uma startup, de maneira geral, injeta menos capital do que aquele investidor que aposta em grandes empresas.

2. Pesquise possibilidades

Depois de entender qual é o perfil de investidor que poderia se interessar pela sua proposta, é hora de levantar alguns nomes. Nesse ponto, cabe um esclarecimento muito importante.

Em alguns casos, para conseguir um investidor, você vai negociar diretamente com o “dono do dinheiro”. Já em outras circunstâncias, o que chamamos de investidor pode ser um grupo de pessoas, uma instituição financeira ou o próprio governo. Nesse caso, você vai negociar com um representante. E, claro, existem exigências e procedimentos diferentes para cada uma dessas situações.

3. Pratique um pitch

O pitch, ou apresentação-relâmpago, é uma apresentação curta e direta sobre a sua ideia de negócio. Em muitos casos, ele não pode ultrapassar trinta segundos.

Existem dois motivos principais para isso. O primeiro, mais óbvio, é que investidores são ocupados. O segundo é que se você não é capaz de definir seu modelo de negócios em poucas palavras, isso é um sinal de que ele ainda não está bem estruturado.

Depois de criar seu pitch, treine — mas treine muito. É importante que você demonstre que está confortável e confiante ao fazer sua apresentação. Lembre-se de que detalhes como as suas roupas e a qualidade dos slides também afetam a impressão causada nos investidores.

4. Saiba explicar o que o investidor tem a ganhar

Como você provavelmente deve imaginar, ninguém vai colocar capital no seu negócio por simpatia ou bondade. O investidor tem que saber que tipo de retorno pode esperar. Então, para tomar uma decisão, ele vai considerar se o retorno é compatível com o investimento que você está pedindo.

Portanto, ao se preparar para uma apresentação, você deve pensar em uma resposta objetiva à pergunta que estará na mente de qualquer possível investidor: “o que eu vou ganhar com isso?”.

Em consequência, você também precisa refletir sobre o que você está disposto a oferecer. Muitos investidores pedem uma porcentagem do controle da empresa em troca do capital. Então, considere até que ponto você aceitaria abrir mão de ser o único tomador de decisões, a fim de concretizar sua visão de negócio.

5. Saiba quanto você precisa

É preciso fazer uma boa análise financeira do negócio e identificar qual é o capital necessário para dar o próximo passo. Esse planejamento vai permitir que você concentre seus esforços e obtenha resultados melhores na captação de investimento. Afinal, por que desperdiçar tempo e energia tentando conseguir R$ 5 milhões se R$ 50 mil seriam suficientes nesse momento?

6. Saiba a hora certa de buscar investimentos

Cuidado para não se empolgar demais com a ideia dos investimentos. Na maioria dos casos, é possível conduzir um negócio pelos estágios iniciais usando apenas capital próprio. Isso garante que você terá total autonomia de decisões e poderá dirigir a empresa como achar melhor, até aquele ponto em que não seja mais possível crescer sem capital externo.

Por outro lado, esperar demais também é um erro. Você não pode aguardar até que o negócio perca fôlego ou comece a acumular dívidas para, somente então, buscar investidores. Do contrário, mesmo obtendo o capital, pode ser tarde demais para reverter os danos e retomar o crescimento.

7. Acredite no potencial da sua ideia

É natural que vez ou outra os empreendedores fiquem inseguros. Será que as outras pessoas verão o valor da sua ideia e estarão dispostas a apostar o próprio dinheiro nela? A possibilidade de conseguir um investimento, seja de pouco ou muito dinheiro, parece distante e improvável. Porém, você deve acreditar!

Existem muitos casos de sucesso que estão aqui para provar que é possível, sim. A 99, por exemplo, já conseguiu conquistar a confiança de investidores de peso, como o SoftBank, DiDi Chuxing e Riverwood. Foram cerca de US$ 200 milhões captados em capital. Com isso, hoje, a 99 é a maior startup de mobilidade urbana do Brasil e continua crescendo e inovando.

Muito bem! Você já sabe como conseguir investidores. Mas não pense que acabou; um empreendedor precisa aprender cada vez mais. Por isso, não perca nenhum dos nossos conteúdos. Siga a 99 no Facebook, Twitter, LinkedIn e Google+ e acompanhe os próximos posts!

Veja Também

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.