3 mulherões do Vale do Silício que você precisa conhecer

A liderança feminina está ganhando espaço e mudando ambientes que antes eram controlados exclusivamente por homens. Com muito potencial, elas têm tomado posse das cadeiras de chefia nas corporação e provam que lugar de mulher é onde ela quiser!

A força delas está, inclusive, marcando o Vale do Silício, local conhecido por reunir gigantes da tecnologia como o Facebook, mas que tem poucas mulheres nos cargos executivos das grandes corporações que lá estão. Confira a seguir histórias inspiradoras que deram e estão dando um novo caminho a esse cenário.

O poder da liderança feminina com 3 mulheres do Vale do Silício

Sheryl Kara Sandberg – A mulher à frente do Facebook

Se a imagem do Facebook é marcada pela rosto do norte-americano Mark Zuckenberg, a chefe operacional Sheryl Sandberg é a mente de ouro da corporação, que nem sempre tem o nome ligado à rede social na imprensa.

Apresentada pela mídia como a número 2 do Facebook, Sandberg é a chefe operacional da empresa desde 2008 e, em 2012, foi eleita para o conselho de administração da companhia, sendo a primeira mulher a ocupar tal cargo no Facebook.

Entre as tarefas de Sandberg, estão as políticas públicas e o desenvolvimento do negócio de maneira geral. Quando a rede social cresceu ao ponto de abrir capital para investidores, a documentação apresentada aos possíveis acionistas contava com um aviso que explicava que se algo acontecesse à Sandberg a empresa estaria sob risco.

Mesmo em meio a tantas responsabilidades, a empresária conseguiu tempo para escrever o livro “Faça Acontecer – Mulheres, Trabalho e a Vontade de Liderar”, em 2015, que fala sobre liderança feminina. E não é incomum encontrar declarações dela na mídia sobre as novas apostas do Facebook ou lidando com crises e assuntos polêmicos relacionados à empresa. (Que mulher!)

Marissa Mayer – A número 1 do Google e ex-presidente do Yahoo

Conhecida como uma das mulheres mais influentes do Vale do Silício, Marissa Mayer assumiu um desafio e tanto em 2012: pediu demissão da gigante Google, na qual foi a primeira engenheira contratada, para ser a presidente e diretora executiva do grupo concorrente, o Yahoo. Mayer estava grávida durante esse processo e seu primeiro filho nasceu cerca de 2 meses depois que ela assumiu o cargo.

Em 2017, com a venda da Yahoo para a Verizon, a CEO renunciou seu cargo e anunciou a saída da companhia. Em 2018, ela criou a Lumi Labs com Enrique Muñoz Torres, que também trabalhou no Yahoo e no Google. A empresa é focada na criação de aplicativos de consumo que contam com inteligência artificial. E eles estão contratando! Quem não iria querer trabalhar na empresa dessa mulher incrível?

Barbara Minuzzi – Um fundo brasileiro no polo da tecnologia

Você já imaginou que uma brasileira pode ser uma das responsáveis por financiar e investir em projetos inovadores no maior polo de tecnologia do mundo? Isso é o que a gaúcha Barbara Minuzzi faz no Vale do Silício e é um grande exemplo de liderança feminina.

Minuzzi criou a Babel Ventures, um fundo de investimentos voltado para blockchain e startups de biotecnologia, em 2017, aos 29 anos. Sua carreira como gestora de fundos começou no Brasil, quando ela operava fundos imobiliários para a mãe com apenas 21 anos.

Gostou da história dessas mulheres?  Confira outros artigos e conheça todas as tendências do mercado na nossa área dedicada a esse tema. Mantenha sua empresa informada e atualizada com o Blog 99 Empresas!

Veja Também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.