Três mulheres e dois homens. Todos sorriem e estão vestidos com trajes sociais. As mulheres estão à frente dos homens.

Saiba a importância da gestão de pessoas para PME

Nas grandes organizações, a importância dada à gestão de pessoas se torna evidente graças aos investimentos e programas que costumam demonstrar o comprometimento da liderança com o bem-estar de seus colaboradores, servindo de referências no mercado. Porém, nas Pequenas e Médias Empresas (PMEs), as ações com foco no desenvolvimento dos funcionários nem sempre recebem a devida atenção, sendo subvalorizadas e até deixadas de lado por conta de limitações econômicas e operacionais.

Esse é um erro que pode impactar negativamente e diminuir as chances de crescimento de um empreendimento de menor porte. Pois, por mais que o empreendedor esteja a par da maioria dos processos, somente com uma equipe engajada, motivada e bem capacitada a empresa poderá melhorar seu desempenho organizacional.

Benefícios do gerenciamento de pessoas

A gestão de pessoas é um ponto que deve ser repensado para o crescimento de uma empresa pequena ou média, já que a correta execução de rotinas e procedimentos essenciais para o negócio depende dos colaboradores. E quando o gerenciamento de pessoas é um dos focos organizacionais, muitos benefícios podem ser obtidos, tais como:

  • Diminuição nos índices de turnover (rotatividade), gerando economia em processos de admissão, treinamento e demissão de funcionários;
  • Redução no absenteísmo, o que evita que colegas fiquem sobrecarregados com as atividades dos trabalhadores ausentes;
  • Processos mais ágeis e dinâmicos, pois equipes mais motivadas e engajadas tendem a trabalhar melhor e com maior efetividade;
  • Maior sinergia entre colaboradores na hora de trabalhar em equipe;
  • Diminuição no retrabalho, pois profissionais mais satisfeitos tendem a executar suas tarefas com maior atenção e segurança. Isso evita erros e problemas que necessitem de correções ou até que exijam que tais atividades tenham de ser refeitas;
  • Maior capacitação de colaboradores, melhorando seus desempenhos individuais;
  • Redução de problemas e atrasos em entregas de projetos, produtos ou serviços;
  • Aumento da qualidade no atendimento ao cliente, com profissionais mais dispostos e bem-humorados etc.

Principais ações e iniciativas que as empresas devem adotar

Para obter todas essas vantagens e potencializar os resultados organizacionais, o gestor que deseje implantar ações voltadas para a correta gestão de pessoas precisa se focar no planejamento de programas de capacitação, de remuneração e de bem-estar. Também precisa acompanhar o mercado constantemente para adotar as melhores práticas da área, bem como aquelas consideradas tendências e que podem se tornar diferenciais em médio ou longo prazo.

Além desses pontos, é importante:

Definir plano de cargos e salários, incluindo benefícios

A definição de um programa de cargos e salários é essencial para fortalecer a retenção de talentos na empresa, bem como melhorar a atratividade dos postos de trabalho. Também ajuda a motivar empregados que poderão enxergar chances de melhora profissional e financeira, mesmo que a organização ainda seja pequena. Tal prática deixa claro que se (ou quando) a empresa crescer, os colaboradores também evoluirão com ela.

Um bom plano de cargos e salários deve conter todos os cargos dentro da organização, juntamente com as funções, habilidades e responsabilidades exigidas por cada um deles. A remuneração de cada também deve estar explícita, seja ela fixa ou variável. É preciso colocar os requisitos para a progressão de carreira, como tempo estimado ou necessário, resultados esperados etc. E isso vale para promoções ou aumentos salariais.

Por fim, não se esqueça de estabelecer benefícios aos empregados, para aumentar a retenção e a captação de talentos, pois ter vantagens exclusivas ou atrativas às vezes conta mais para conseguir um bom funcionário do que o simples fator salarial.

Definir claramente a cultura e valores da empresa

A gestão de pessoas deve ser pautada na cultura e nos valores da empresa, com suas ações evidenciando aquilo em que a organização acredita e defende. De nada adianta, por exemplo, estipular que um dos focos é a saúde do trabalhador, sendo que a empresa não entrega Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para a execução de atividades de maior risco. 

Ou seja, é preciso ter coerência entre o que se propõe e o que se faz, pois isso aumenta a confiança dos profissionais e permite que eles se sintam mais seguros em relação à empresa.

Primar pela valorização e reconhecimento dos colaboradores

É fundamental primar pela valorização e reconhecimento dos colaboradores, pois a falta de ações que promovam tais pontos pode levá-los a perderem desempenho e motivação, até mesmo originando demissões. Sem reconhecimento, eles também podem realizar atividades conforme o mínimo de qualidade necessário, não se empenhando além do solicitado, o que faz com que a empresa perca oportunidades de melhoria em sua performance.

Foco na atração e retenção de talentos

Uma boa gestão de pessoas precisa focar em formas de atrair e reter colaboradores. Para isso, delimitar salários e benefícios em conformidade com a média do mercado é o básico. Além disso, é preciso investir em ações que melhorem o ambiente de trabalho, tornando-o agradável e aumentando a harmonia entre as equipes. Tais pontos ajudam a empresa a ser bem-vista em seu segmento, o que eleva sua atratividade perante os profissionais.

Investir em treinamento e desenvolvimento

A empresa precisa investir em treinamento e desenvolvimento constante dos seus profissionais, pois quanto mais capacitados, melhor para a organização. Se os recursos financeiros estiverem escassos, a dica é buscar soluções de Educação a Distância (EAD), que costumam ser mais econômicas e, além disso, mais flexíveis.

Trabalhar a gestão por competências

A gestão por competências envolve a correta observação e análise de cada colaborador, de modo que seja possível mapear suas habilidades e competências. Dessa forma, será possível entregar a ele funções e tarefas com as quais poderá trabalhar melhor.

Adotar sistemas de gestão de pessoas

Adotar um sistema de gestão de pessoas, ou incrementar um módulo do tipo no sistema de gestão organizacional da empresa, permite ao gestor focar sua atenção em atividades de maior valor agregado, automatizando rotinas repetitivas e mecanizadas.

Para criar uma empresa de sucesso, é importante não deixar de lado aquele que é um dos principais ativos das organizações: o fator humano. Caso contrário, as chances de um negócio dar certo diminuem consideravelmente. Portanto, é preciso entender a gestão de pessoas como um diferencial para os negócios, e não algo que gerará mais custos — ou seja, como um investimento.

E agora que você já sabe sobre a importância da gestão de pessoas numa PME, que tal ver nossas 7 dicas para implementá-la de forma efetiva e otimizada na sua empresa? 

Veja Também

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *