Motive seu time para alcançar o sucesso com estratégias simples no seu feedback

Sala de reunião em silêncio e um clima tenso. Esse é o cenário comum encontrado por muitos líderes na hora de passar um feedback geral para sua equipe ou para colaboradores separadamente.

Como dar um feedback e evitar esse clima pesado é o desejo de todo gestor. Muitas vezes a forma como falamos ou nos expressamos colabora para posturas reativas dos colaboradores, que em vez de absorverem a crítica, acabam ficando na defensiva ou negando os pontos levantados.

Então, atenção às dicas a seguir para acertar em cheio da próxima vez!

Se escute na hora do feedback

Por mais que um feedback por vezes precise ser incisivo, é sempre necessário prestar atenção ao tom de voz. Ninguém gosta de ouvir gritos ou escutar alguém falando mais alto do que realmente é necessário.

O exercício de escutar a si mesmo enquanto fala ajuda a corrigir esse erro e focar realmente nos pontos que precisam ser levantados com os funcionários, de forma mais racional do que passional.

Como dar um feedback na ordem certa?

Mesmo que o feedback seja negativo, é melhor começar levantando os pontos positivos do colaborador antes de entrar nos fatos e posturas que ele precisa corrigir.

Assim você ganhará sua confiança e ele estará mais à vontade para aceitar a sua devolutiva, podendo eventualmente expor suas dificuldades para a mudança desejada pela empresa.

Depois de apontados os pontos que geram insatisfação no trabalho, repasse com ele item a item, para certificar-se que ele entendeu tudo corretamente. Demonstre que você realmente espera a mudança e estipule um prazo para que isso ocorra.

Seja claro e breve

Nada é menos efetivo do que um feedback metafórico. É o caso do líder que chama o colaborador para a sala de reunião para expor sua insatisfação em algum processo, mas ainda não conseguiu entender qual o ponto que está gerando o problema. Para um dar um feedback assertivo, sempre separe uma lista de posturas e processos concretos que você quer que mudem, como:

  • Atrasos;
  • Discussões no trabalho;
  • Uso exagerado da internet para fins pessoais;
  • Falta de atenção ao responder e-mails de clientes;
  • Serviços mal executados;

Esta é uma lista genérica, mas que pode servir de parâmetro para montar os pontos que você precisa levantar durante a reunião de feedback. Separe problemas relevantes na sua empresa e inclua ou altere os itens. Lembre-se de reunir os pontos fortes de cada colaborador para iniciar a conversa e assim conseguir quebrar o gelo.

Ajude nos caminhos para a mudança

Dê bons exemplos que podem ser seguidos pelos colaboradores nessa mudança. No entanto, tome cuidado redobrado para não fazer comparações entre funcionários. Prefira sempre dar exemplos genéricos de como o profissional pode agir daquele dia em diante.

Mostre-se interessado em ajudar e aplique uma pequena mentoria aos colaboradores que tiverem mais dificuldades para corrigir as posturas indesejadas.

 

Quer ficar por dentro desses e outros assuntos sobre a gestão dos Recursos Humanos? A 99 Empresas produziu conteúdos especiais sobre esse tema, acesse nossa área dedicada ao assunto e confira agora mesmo!

Veja Também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.