Autoliderança: 7 dicas para desenvolvê-la

Não é nada raro que, em algum momento da vida, as pessoas simplesmente se sintam estagnadas, sem sequer conseguir projetar um futuro — nem mesmo a curto prazo. Nesses casos, o que geralmente falta é direcionamento próprio em prol de seus interesses pessoais e de suas metas profissionais. Falta, assim, qualidade de autoliderança, característica extremamente importante tanto para quem almeja alcançar cargos de liderança como para quem quer ter sucesso em atividades simples, como reuniões fora do escritório.

 

post-2

Para que você comece agora mesmo a desenvolver essa característica em seu perfil pessoal e profissional, elaboramos aqui uma lista com 7 pontos primordiais que você deve exercitar, juntamente com dicas para desenvolvê-los. Então acompanhe e aproveite!

1. Autoconhecimento

Por mais que qualquer atividade de evolução pessoal deva começar com a prática do autoconhecimento, infelizmente é bem comum que as pessoas fiquem perdidas em meio ao que os outros pensam ou supõem sobre elas. Então anote aí uma boa forma de começar o processo de autoconhecimento: detectando defeitos e qualidades. E é para relacionar tanto os físicos como os emocionais, ok? Só assim você será capaz de buscar a evolução dos pontos que considera deficientes, ao mesmo tempo em que se apoia nas qualidades identificadas.

2. Aprendizagem

Ao se conhecer, você certamente entenderá que, assim como todo mundo, é um indivíduo incompleto. Por isso, precisa sempre aprender algo a mais. Naturalmente, ao chegar nesse ponto, a tendência é ansiar pela busca de conhecimentos justamente para se tornar uma pessoa melhor — não para os outros, mas para si mesmo. Talvez essa seja a parte mais fácil do processo de desenvolvimento da autoliderança, afinal, basta apenas querer aprender. Para isso, faça cursos e treinamentos, bem como leia aquilo que pode proporcionar aperfeiçoamento não apenas técnico, mas também humano.

3. Liberdade

Como liderar significa ter autonomia e capacidade de decisão, você não deve se limitar por paradigmas sociais ou dogmas de qualquer espécie. Só assim viverá plenamente sua essência humana e será capaz de ser autêntico. Livrar-se das amarras culturais a que normalmente somos acorrentados é um processo que nem sempre acontece facilmente. Para isso, é preciso praticar o exercício de dar a outra cara à tapa mesmo quando todos dizem ser errado. Então busque racionalizar todas as suas crenças sobre o que é certo e o que é errado, passando a pensar por si só, sem medo de julgamentos alheios.

4. Percepção

Tendo atingido um grau básico de autoconhecimento e já estando em busca da evolução pela aquisição de conhecimento, sua percepção em relação ao passado e ao que acontece a seu redor automaticamente se amplia. É assim que você passa a entender melhor em que pode se aprimorar para conquistar seus objetivos. Uma forma simples de exercitar esse ponto é analisando seus atos e os das demais pessoas.

Nesse momento, nada de criar julgamentos. Apenas analise e tente entender o que levou essas pessoas a tomar determinadas decisões, desenhando formas e soluções que poderiam ter sido mais bem-sucedidas. Ao fazer isso, traga a reflexão para si próprio, perguntando-se se você faz o que imagina que ajudaria mais o outro. Há quem diga que temos 2 olhos, 2 ouvidos e apenas 1 boca justamente para observar e ouvir mais, falando menos. Então pratique a percepção analisando tudo a seu redor — principalmente as oportunidades!

5. Planejamento

Com a capacidade de perceber o que acontece a seu redor mais apurada, bem como de identificar o perfil e os anseios das pessoas, você já estará apto a criar projeções para o futuro. Esse é o primeiro passo para começar a se planejar tanto a curto como a médio e longo prazos. Lembre-se da listinha de defeitos e qualidades que você fez! Com base na percepção de si mesmo e dos outros, assuma a liberdade da sua vida e do seu sucesso individual, traçando um planejamento estratégico pessoal. Detalhe nele metas de estudos, de lazer, de realizações pessoais e de conquistas profissionais.

6. Responsabilidade

Com seu futuro devidamente projetado, chega a hora de assumir a responsabilidade por seus erros e suas conquistas! Nada de terceirizar falhas e acumular desculpas por suas dificuldades. E assim como o processo de autoconhecimento, o desenvolvimento da responsabilidade por sua própria vida é questão de amadurecimento pessoal, acontecendo a longo prazo. Por isso, comece por pequenos desafios.

Você por acaso já notou como é difícil cuidar adequadamente de uma planta? É preciso dedicar tempo, pensar estrategicamente sobre o local para colocá-la, aprender sobre a espécie para saber quantas vezes deve regá-la na semana, como podar e assim por diante. Ao vencer desafios pequenos, exercite sua autodisciplina ao assumir desafios um pouco maiores. Você vai perceber que tal processo desenvolverá sua autoconfiança e motivará até seus funcionários. A partir daí não haverá mais nenhuma barreira intransponível em sua vida!

7. Consciência

Ao obter excelência nas 6 dicas anteriores, você poderá escorregar em uma característica humana: excesso de autoconfiança. Quando passar a se achar certo em mais de 50% das situações, estiver com dificuldade em entender o outro e aceitar visões diferentes, será o momento de parar tudo e voltar lá na primeira dica. Não se esqueça de que a autoliderança também consiste em uma busca constante pela superação de si mesmo. Não hesite e volte. Essa atitude reflete a consciência de que é um ser em contínuo desenvolvimento.

Como você pôde ver, desenvolver a autoliderança é um processo que pode até se confundir com o amadurecimento humano. Por vezes, essa evolução acontece naturalmente. Em outros casos, não. Mas é um progresso não só possível como necessário para que você se torne um profissional mais qualificado para vencer na vida e nos desafios que o trabalho impõe diariamente. Afinal, para ser um bom líder, antes é preciso liderar a si mesmo!

E não se esqueça que a síntese das lições de liderança essenciais para empresários é que um bom líder conheça seus limites e respeite os dos outros, nunca se acomodando. Justamente por isso, busque aprender com os demais e sempre compartilhar seus conhecimentos. Pronto para começar agora mesmo a ser um líder melhor? Então compartilhe essas preciosas dicas de autoliderança em suas redes sociais!

Veja Também

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.