tela de celular com aplicativos

FOMO: como o medo de “perder algo” pode atrapalhar o trabalho e a produtividade

Os olhos desviam constantemente para a tela do celular, é comum dar uma escapada da planilha do trabalho para conferir as notificações das redes sociais e, assim, as horas do dia passam voando, mas a produtividade acaba sofrendo. Se identificou com as cenas acima? Talvez você esteja vivendo com a Síndrome de FOMO. A sigla para Fear of Missing Out, é derivada do inglês e significa em tradução literal “medo de perder algo/medo de ficar de fora”.

No artigo de hoje, vamos conhecer a fundo esse problema e formas de evitá-lo. Então, não permita que a ansiedade das redes sociais atrapalhem a sua leitura agora, ok? Vem com a gente:

 

FOMO e a hiperconectividade

O termo FOMO foi usado pela primeira vez ainda no ano 2000 pelo estrategista de marketing Dan Herman. Poucos anos depois, os pesquisadores das universidades de Harvard e Oxford, Patrick McGinnis e Andrew Przybylski, caracterizaram o FOMO como a necessidade de estar sempre conectado ao que as outras pessoas estão fazendo.

Nesse cenário, as redes sociais são um prato cheio para que a síndrome seja desenvolvida. Ali, no ambiente virtual, você consegue acompanhar tudo, desde o evento mais simples, como uma reunião entre amigos, até grandes eventos, notícias, entretenimento etc. É preciso estar sempre online para não perder momentos que se dissipam rapidamente das redes.

Obviamente, nesses casos, a produtividade no trabalho acaba caindo e a necessidade da hiperconexão a todo momento começa a trazer problemas para cumprir prazos, metas e se relacionar com outras pessoas da empresa.  

Principais sintomas do FOMO

Só quem pode diagnosticar esse problema é um profissional de saúde especializado. Mas os sintomas podem ser percebidos em você ou em outros membros do seu time na empresa. Entre eles podem estar:

  • Angústia
  • Mau humor
  • Depressão
  • Atualização incessante das redes sociais
  • Olhos sempre atentos ao smartphone
  • Trabalho sendo negligenciado para conferir redes sociais
  • Distração em conversas pessoais e reuniões

Evite o FOMO no trabalho e em sua vida pessoal

Como todo problema de origem psicológica, é importante consultar um especialista em saúde. Mas algumas medidas podem ser tomadas para amenizar o vício ou evitá-lo principalmente no ambiente de trabalho. Alguns podem ser:

  1. Não cheque as redes sociais no ambiente de trabalho;
  2. Use aplicativos para controlar a quantidade de horas gastas nas redes sociais diariamente;
  3. Centralize o contato profissional por e-mail;
  4. A vida não é uma competição. Evite comparação com os outros pelas redes sociais;
  5. Sempre que puder, deixe o celular na gaveta do trabalho;

O que você pode fazer como empresa: Oriente que fornecedores, clientes e quaisquer outros contatos falem apenas com seus colaboradores pelo e-mail ou número corporativo. Isso irá evitar a ansiedade de conferir o Whatsapp a todo instante.

Gostou do assunto? Evitar o vício em redes sociais pode ser muito bom para a sua produtividade no trabalho e organização pessoal. Lembre-se, consulte sempre um médico, só ele pode lhe dar o diagnóstico exato do seu problema. Você sente que está viciado nas redes sociais? Comente o artigo e conte-nos a sua experiência e como está lidando com isso.

Quer saber como a 99 Empresas pode facilitar o transporte corporativo do seu empreendimento e ainda levar economia no fim do mês? Clique aqui e descubra. Independentemente do tamanho da sua empresa, a 99 tem a solução!

Veja Também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.