Três mulheres e dois homens sentados em volta da mesa escutando uma das mulheres. Há um notebook e um copo com água sobre a mesa

Saiba como manter a motivação de funcionários com 6 estratégias

Não é só o salário que afeta a satisfação e a motivação de funcionários com a empresa, mas também uma série de questões constantes em seus cotidianos profissionais. Entre elas, o ambiente de trabalho, a liberdade e a autonomia oferecidas, o reconhecimento e outros pontos que podem elevar ou diminuir a alegria dos colaboradores em trabalhar em um local.

Buscar formas de aumentar a motivação é essencial não só para o desempenho de um negócio — pois funcionários felizes trabalham melhor e produzem mais —, como também para a diminuição dos índices de turnover e absenteísmo dentro da empresa.

Para ajudá-lo nesse desafio, separamos 6 estratégias que podem ser colocadas em prática para gerar mudanças significativas no ambiente de trabalho, elevando a autoestima, a satisfação e o bem-estar dos colaboradores. Confira:

1. Entregue desafios saudáveis para eles durante o trabalho

Uma das coisas mais frustrantes para um profissional é receber somente atividades abaixo de seu nível de competência. Além disso, encarar uma rotina maçante também costuma minar a vontade e a alegria de trabalhar em uma empresa.

Por isso, é fundamental repassar atividades realmente desafiadoras, que exijam maior empenho, esforço e atenção dos funcionários para que eles sejam impelidos a dar o melhor de si. Dessa forma, eles poderão se sentir mais valorizados, pela confiança da empresa em suas capacidades, além de ter uma sensação positiva de crescimento e não estagnação.

Todavia, é importante que os desafios tenham ligação com o que os colaboradores realizam, e que, no futuro, também resultem em recompensas, como benefícios, prêmios etc.

2. Distribua atividades conforme as habilidades de cada funcionário

Um gestor precisa desenvolver uma boa capacidade de observação para identificar quais as principais habilidades de cada colaborador, a fim de ser capaz de dividir as funções e atividades do setor entre eles da melhor forma possível. Ou seja, levando em consideração suas inclinações com a natureza das tarefas.

Dessa forma, além de ganhar produtividade e maior eficácia, é possível aumentar os níveis de motivação da equipe. Isso porque colaboradores que utilizam suas habilidades naquilo que realizam podem se sentir mais realizados. Por outro lado, quando executam tarefas para as quais não possuem aptidão, podem se sentir frustrados por não conseguirem ou terem baixo desempenho.

Só é importante destacar que não o colaborador não deve ficar “isolado” e preso apenas àquela tarefa em que ele é bom, pois eles precisam fazer coisas diferentes e aprender novas atividades para que cresçam profissionalmente.

3. Utilize a tecnologia para facilitar as tarefas burocráticas

É importante empregar tecnologias para facilitar e agilizar tarefas burocráticas, repetitivas ou manuais. Isso permite que os funcionários possam se ocupar de atividades que agreguem maior valor ao negócio, exijam capacidade de análise e que sejam mais desafiadoras.

Caso contrário, eles poderão se cansar, sentir que o ambiente de trabalho não traz novidades e até se desiludir com o emprego. Além, é claro, de que em tarefas repetitivas e manuais há mais chances de ocorrerem erros humanos por desatenção ou cansaço.

4. Não prejudique sua vida pessoal

Uma das coisas que mais frustram e destroem a relação de um funcionário com a empresa, desmotivando-o, é quando as atividades profissionais começam a atrapalhar sua vida pessoal. Embora algumas horas extras e reuniões internas e externas após o expediente possam ser necessárias, a frequência disso possivelmente se tornará prejudicial. Pior ainda quando não houver reembolso ou compensações pelo tempo a mais gasto.

Por isso, é essencial cuidar para que empresa não atrapalhe os colaboradores, incentivando que saiam no horário e planejando antecipadamente com eles os dias em que eles poderão ficar após o expediente.

5. Entregue feedbacks constantes

Todo funcionário precisa saber como está seu desempenho na empresa, para que não fique inseguro, ansioso ou até desmotivado pensando que está aquém do seu potencial. Por isso, é importante planejar um sistema de feedbacks constantes entre líderes e liderados, nos quais poderão ser trocadas informações sobre convívio, desempenho e expectativas entre os colaboradores.

Essas reuniões podem ser coletivas ou individuais (mais recomendadas para feedbacks negativos ou conversas mais sérias). Para realizá-las, lembre-se de buscar ambientes mais isolados ou onde não sejam atrapalhados por colegas do mesmo setor ou de outros, pois é preciso atenção total nesse momento para os objetivos sejam alcançados.

Vale destacar que tanto liderados quanto líderes precisam receber feedbacks. Os funcionários podem ter atritos, reclamações ou até conflitos com os líderes, e às vezes evitam se manifestar por receio de retaliações — o que só prejudica a convivência e o trabalho. Muitas dessas questões podem ser resultantes de equívocos ou informações erradas, o que torna ainda mais necessária essa conversa.

6. Reconheça grandes conquistas

Os colaboradores precisam ter suas conquistas reconhecidas pela empresa e gestores para que saibam que são valorizados, evitando que se sintam injustiçados. Isso deve ser incentivado pelo RH e pelos próprios gestores para que se torne parte da cultura da empresa.

Funcionários reconhecidos se sentem mais aptos a tentarem novos desafios, a fazerem atividades com maior excelência e até mesmo com mais prazer. Tudo isso impacta na motivação, aumentando seus níveis de satisfação com a empresa.

Lembrando que é importante reconhecê-los perante os demais colaboradores, para que possam seguir o exemplo também. Os elogios de colegas também costumam gerar benefícios positivos em relação a como o funcionário se sente na organização, em seu setor e com seu trabalho.

Uma empresa de sucesso, independentemente do porte, possui como foco a satisfação de seus colaboradores, buscando táticas e implantando uma gestão estratégica de RH que permita mantê-los contentes por trabalharem nela. Isso é fundamental na preservação dos talentos do empreendimento, aqueles que mais agregam valor ao negócio e trazem resultados, os quais também costumam ser mais assediados pela concorrência.

Portanto, investir nas dicas acima e buscar melhorar o ambiente profissional é requisito fundamental para obter uma equipe mais equilibrada, atuante e de bom desempenho profissional, além de ampliar os níveis de motivação de funcionários. Tudo isso se refletirá no crescimento da empresa e no seu êxito.

Agora que você já sabe sobre nossas 6 dicas e práticas para elevar a motivação de funcionários, que tal compartilhá-las nas suas redes sociais para que seus contatos também possam descobri-las? 

Veja Também

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *