Como manter uma equipe engajada e consciente

Diante de um mercado cada vez mais dinâmico e competitivo, a produtividade se transformou em item indispensável para a sobrevivência das empresas. Mas a verdade é que a conquista de altos índices de eficiência está associada a uma série de fatores, que vão desde investimentos em infraestrutura, tecnologia e otimização processos a práticas relacionadas ao capital humano.

Por isso é que ações com foco na atração e na retenção de talentos, bem como na capacitação, no comprometimento e na motivação dos profissionais passaram a fazer parte da lista de prioridades de muitos empresários e gestores. Nessa jornada, um dos maiores desafios de uma gestão competente está em encontrar meios efetivos para manter a equipe engajada, de modo que todos se sintam valorizados e incentivados a contribuir ativamente para o sucesso dos negócios.

Quer saber como atingir resultados extraordinários por meio de uma administração mais humanizada? Então fique de olho no nosso post de hoje!

Prepare as lideranças

O líder sempre exerce uma grande influência sobre seus liderados, impactando diretamente na performance e na postura dos times de trabalho. Por isso, é essencial identificar e preparar líderes autênticos, capazes de inspirar e orientar. Para esse processo de identificação, as análises de perfil são excelentes ferramentas, bem como as avaliações de desempenho.

A preparação deve estar embasada em um programa de treinamento que contemple conhecimentos técnicos e gerenciais, além de habilidades e competências comportamentais específicas — como capacidade de planejamento e realização, poder de decisão, equilíbrio emocional, resiliência, humildade, empatia e persuasão. Vale lembrar, ainda, que liderança depende uma atitude permanentemente positiva, incluindo bom humor, gentileza e otimismo.

Aperfeiçoe a comunicação

Uma equipe engajada precisa de uma comunicação interna realmente eficaz. Para tanto, é possível contar com diversas soluções tecnológicas que agilizam e simplificam a troca de informações — como os e-mails, os aplicativos de mensagens e os sistemas integrados.

É preciso, entretanto, evitar a completa virtualização dessa comunicação. Por isso, as reuniões gerenciais devem ser bem aproveitadas. Tais encontros servem para manter o time atualizado a respeito de prioridades, novas demandas e urgências, ao mesmo tempo em que devem incentivar a participação e a cooperação de todos.

Defina metas

Uma gestão orientada à produtividade é suportada pela definição e pelo monitoramento de metas individuais e coletivas. Assim, é preciso que todos conheçam a estratégia corporativa e compreendam o papel de cada um na conquista dos resultados esperados.

Vale lembrar que as metas devem ser ao mesmo tempo ambiciosas e realistas, alinhadas aos limites de atuação, cargo e experiência dos profissionais. Nesse caso, a metodologia OKR (Objective Key Results) pode ser bastante útil, pois permite que as metas sejam estipuladas por gestores e colaboradores em conjunto, cabendo ao próprio funcionário traçar ao menos 60% dos objetivos a serem atingidos. Com essa iniciativa, é possível reforçar o comprometimento e garantir uma equipe verdadeiramente engajada.

Pense em recompensas

Um sistema de recompensas vinculado ao plano de metas pode contribuir bastante com o aumento da produtividade. De fato, as premiações são uma maneira de reconhecer a dedicação, estimular o desempenho e fortalecer o senso de pertencimento. Ainda, quando as metas são coletivas, também enfatizam o conceito de complementaridade e incentivam a ajuda mútua.

Personalize os treinamentos

A capacitação dos profissionais é mais um dos pilares da produtividade. Por isso, é essencial implementar ações com a intenção de formar times mais fortes e multidisciplinares. Lembrando que esse planejamento deve contemplar o perfil dos colaboradores e o levantamento das reais necessidades da empresa. Afinal, os programas personalizados são muito mais eficientes que propostas generalistas de treinamento.

Invista na delegação

A delegação também é necessária para a manutenção de uma equipe engajada. Com novas responsabilidades e mais autoridade, os colaboradores têm a oportunidade de demonstrar talentos e aptidões. Entretanto, é preciso que a delegação esteja baseada na meritocracia e o líder deve se manter por perto para apoiar e monitorar seus liderados, de modo que todos possam desenvolver suas tarefas com excelência.

Dê feedbacks

Anote aí: o feedback é uma das mais importantes práticas da gestão do capital humano. Então nada de subestimá-lo! Conversas francas e estruturadas precisam fazem parte do cotidiano das equipes, com a finalidade de incentivar o aprendizado e o aperfeiçoamento contínuos.

É o momento adequado para elogiar, orientar e encorajar, mas também para corrigir eventuais desvios. O feedback tem o poder de aproximar líderes e liderados, criando uma relação de confiança. Adotando a prática, esse líder muitas vezes acaba se tornando um mentor, que auxilia o profissional na busca por uma carreira promissora.

Conheça a equipe

A baixa produtividade e a falta de engajamento são grandes obstáculos para todas as empresas e podem ter as mais diversas causas. Dentre as diretamente relacionadas ao indivíduo estão o despreparo para exercer determinada função, a desmotivação, a permanência na zona de conforto e a ausência de perspectivas de futuro.

Por essas e outras, é essencial que o líder conheça bem seus liderados — incluindo vocações, preferências, ambições e deficiências. Com base na análise dessas informações, torna-se possível criar as condições adequadas para promover um desempenho excepcional de todo o time.

Avalie o clima

Como a qualidade do ambiente de trabalho também tem forte influência na produtividade, as pesquisas de clima organizacional podem ser grandes aliadas da gestão com foco em resultados e em pessoas. Por meio das respostas dadas a diversas questões, é possível identificar quais são as situações que realmente precisam de ajustes.

Nesse contexto, são avaliadas as políticas internas e a conduta de gestores e profissionais. O líder deve demonstrar coerência, ética e imparcialidade, além de tomar decisões rapidamente, evitar a procrastinação, administrar os conflitos e eliminar comportamentos tóxicos.

Otimize os processos

É preciso compreender que não há produtividade sem organização. Assim, investir na otimização dos processos, eliminando improvisos, desperdícios, atrasos, gargalos e tarefas que não agreguem valor, é absolutamente essencial. Afinal, é possível ter mais agilidade no dia a dia por meio de rotinas inteligentes.

É fundamental, assim, oferecer facilidades. Os aplicativos de táxi são uma excelente alternativa, pois descomplicam os deslocamentos, garantem mais segurança, evitam fraudes e simplificam as políticas de reembolso. São ideais para os times que costumam ter compromissos externos, ajudando a organizar a agenda de visitas e reuniões fora do escritório.

 

post-2

Agora comente aqui e nos conte: como sua empresa mantém a equipe engajada? Compartilhe suas dicas e experiências conosco!

Veja Também

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *