letreiro-luminoso-mudança

Gestão de mudança (GMUD): saiba como e quando começar

Já precisou mudar algo em sua empresa? Seja algum processo, um método de trabalho, alterações em setores ou até mesmo em graus mais profundos como o ramo de atividade do negócio?

Se sim, sabe o quanto fazer transições de maneiras corretas e de forma estratégica é importante tanto para o bem-estar da equipe quanto para a produtividade da empresa.

Mas se ainda não precisou fazer, tenha certeza que esse momento vai chegar, porque as empresas são ambientes dinâmicos e as mudanças podem acontecer a todo momento, às vezes até para que as metas e objetivos sejam atingidos. No entanto, usar o conceito chamado Gestão de Mudança (GMUD) ajuda a amenizar os impactos e possíveis atritos que esse processo pode causar.

Foi pensando nisso que o Blog 99 Empresas foi conversar com Gustavo Rodrigues de Oliveira, mestre em administração, professor e coordenador no curso de Administração de Empresas na Faculdade Santa Marcelina.

Confira a entrevista exclusiva a seguir:

O que é a gestão de mudança (GMUD)?

Gustavo Rodrigues de Oliveira: Pode ser entendido como um conjunto de práticas e estratégias que têm como objetivo promover um processo de transição seguro e uma adaptação mais saudável, com menor oscilação e oferecendo menor atrito ou evitando consequências traumáticas em uma organização. O gerenciamento de mudanças é algo que vem sendo discutido desde meados do século XX.

Toda empresa precisa ter diretrizes de gestão de mudança?

Gustavo: Sim, porque as relações empresariais hoje são dinâmicas e praticamente fomenta-se a mudança a todo o tempo. É preciso compreender que o universo corporativo está dotado de metodologia capaz de avaliar os impactos do processo de mudança, principalmente quanto aos riscos e a mensuração no que se refere aos seus efeitos.

Veja também: Mentoria Reversa: Como Ser Mentorado Por Profissionais Mais Jovens Pode Ajudar Ceos

Qual a função dos projetos de gestão de mudança?

Gustavo: Fornecer sustentabilidade e perenidade para as organizações. Conferir segurança às equipes e fazer com que seus membros (independente de cargo ou função) procurem vivenciar as transformações (tangíveis ou não) de modo a extrair delas o máximo de oportunidades possíveis.

É um processo criativo, constante e de disrupção. É preciso romper com padrões antigos, mas fomentar oportunidades de crescimento através de uma visão empreendedora.

Veja Como Dar Autonomia Para Seus Times E Ter Mais Produtividade! 🙂

Quais as etapas de uma gestão de mudança?

Gustavo:  Primeiro definir o que se quer mudar e quais os pontos de contato com os objetivos estratégicos do negócio. Às vezes a gestão da mudança, se não for bem avaliada, pode arruinar a construção de muitos anos de trabalho a fio. Conhecer a fundo o que deve ser modificado é tão importante quanto a decisão de mudança.  Depois disso, avaliar quais são os impactos e aspectos que estão relacionados diretamente e indiretamente à mudança. A análise de riscos serve para proporcionar a construção de um plano de contingência, buscando mitigar efeitos adversos da mudança. Após, formular um bom plano de comunicação para que a empresa dissemine uniformemente e com segurança as boas práticas que se pretende adotar e realizando o feedback de maneira efetiva.

Todas as empresas podem apostar na gestão de mudança?

Gustavo: Sim, pois vivemos em uma sociedade de consumo, de relações instantâneas, permeada pela tecnologia e pela capacidade de inovar, criar e transformar.

Neste sentido, devemos monitorar os resultados, a audiência, a adesão aos processos sob pena de as estratégias perecerem rapidamente.

Como a gestão de mudança pode estar ligada a uma questão de resiliência?

Gustavo: Será relacionada à resiliência se houver persistência na busca dos objetivos e metas estratégicas, tendo em vista que este é um compromisso assumido institucionalmente. O planejamento é um elemento chave para quem deve gerenciar a mudança. Não basta querer que ela ocorra, mas ela precisa ser organizada, programada, quantificada. Além disso, a comunicação possui uma forma eficiente de reduzir ruídos e efeitos danosos, pois o alinhamento passa pelo conhecimento comum.

Como saber se a mudança está dando certo?

Gustavo: Garantindo a realização de treinamento, para modelar habilidades e buscar resultados e comportamentos esperados. Implementar o acompanhamento e suporte aos processos de mudança e sobretudo fornecer acesso para tomar conhecimento das informações e mensurar o alcance dos objetivos alcançados a partir da gestão do processo de mudança.

Você vai gostar: 4 Filmes Inspiradores Para Começar 2020 Com As Energias Renovadas

Há uma relação da gestão de mudança com a cultura empresarial?

Gustavo: Sim, um dos maiores desafios é convencer os funcionários da importância de efetivar tais modificações. A gestão da mudança rompe com padrões tradicionais justamente dessa cultura organizacional. Isso ocorre principalmente porque os colaboradores pensam que sempre agiram de uma forma que representaram bons resultados, então não precisam mudar, porque sempre alcançaram as metas que fizeram a empresa se manter estável e em evidência.

Quando e em quais áreas é importante aplicar a gestão de mudança?

Gustavo:  Um mapeamento adequado e um diagnóstico preciso auxiliam nas ações que incentivam a mudança. As áreas mais comuns e afetadas pela gestão de mudança são os:

  • Recursos Humanos;
  • Administrativo;
  • Financeiros;
  • Desenvolvimento;
  • Expansão;
  • Plano de negócio,
  • Planejamento estratégico;
  • Imagem da marca;
  • Marketing externo e interno;
  • Fornecedores;
  • Tecnologia; 

Quais são suas dicas adicionais para começar um processo de gestão de mudança?

Gustavo: Se as empresas de fato caminharem para o processo de gestão de mudança, devem constituir seus comitês e incentivarem parceiros e colaboradores a conquistarem as competências necessárias que serão capazes de proporcionar os resultados esperados.  Antes disso, devem ter convicção de que ela é necessária e quais as áreas que são prioridade neste processo, dentro da lógica de planejamento.

Você já conhece a 99 Empresas? Clique aqui e saiba como podemos levar praticidade e economia ao transporte de funcionários da sua empresa, independentemente do tamanho dela!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.