Gestão de custos é aliada para ter mais controle (e lucro) na empresa

O dinheiro funciona como o combustível de todo negócio. Gastá-lo sem ter uma estratégia bem definida de uma boa gestão de custos é como pisar forte no acelerador de um carro, mas sem saber para onde se está indo.

Quando isso acontece, na maioria das vezes é preciso voltar e dar um passo atrás para encontrar o caminho certo novamente. O problema é que isso pode levar à perda de oportunidades de avanço tão desejadas em uma empresa.

Situações assim podem acontecer com empreendedores que não fazem uma boa gestão de custos e não conhecem com exatidão sua margem de lucro e seus custos para produção. O artigo de hoje do Blog 99Empresas vem para descomplicar esse processo, falar da importância dele e te dar algumas dicas para manter tudo funcionando redondinho aí no seu negócio. 

Então, vem com a gente e deixa de pisar nesse acelerador sem saber para onde vai. E pode confiar que de caminho a gente entende!

Mas afinal, o que é gestão de custos?

Gestão de custos é toda a administração de recursos financeiros, entradas e saídas de capital. Uma boa gestão de custos ajuda a encontrar oportunidades de mercado e de investimento que podem aumentar o lucro e evitar imprevistos com gastos desnecessários e o possível endividamento da empresa.

Ihhh, complicou?! Parece difícil, mas na prática é manter o controle do seu cartão corporativo, saber os custos da matéria-prima para aproveitar ofertas e promoções no mercado e evitar taxas de juros altas (se for imprescindível fazer um financiamento). Esses são alguns dos passos iniciais. 

Entenda a diferença entre custo e despesas

Custo é tudo aquilo que está ligado diretamente à produção ou execução do serviço prestado pelo seu negócio. Enquanto as despesas auxiliam no funcionamento, mas não têm relação direta com a produção.

Por exemplo, se sua empresa produz algum produto, toda a matéria-prima e mão de obra fazem parte do custo. Já o serviço de contabilidade e administração estão ligados às despesas.

As despesas e custos podem ser fixos ou variáveis. Se o seu produto ou serviço custou mais caro para ser produzido ou prestado, esse valor irá impactar na sua gestão de custos naquele mês e, portanto, o custo é variável.

As despesas com a mão de obra dos seus colaboradores geralmente são fixas, mas uma contratação ou demissão pode alterar esse valor também. Mas por que você precisa saber de tudo isso? Bem, é simples, com essas informações é possível fazer um levantamento de custos e despesas da empresa e identificar, por exemplo, se um setor está dando lucro ou prejuízo e assim pensar em soluções estratégicas para resolver o problema.

Pense além do fluxo de caixa

A gestão de custos precisa ser uma administração a longo prazo no sentido de prever os cenários em pelo menos um ou dois anos. Alguns empreendedores acabam se preocupando apenas se o caixa está positivo ou negativo e esse é um grande erro!

Um produto ou serviço pode estar mal planejado e, consequentemente, trazer prejuízos para a empresa, mas isso não é visível a olho nu, porque outras vendas da empresa abatem esses números negativos. Porém, na primeira queda de vendas a verdade virá à tona – e a conta negativa também.

Gerenciamento é a palavra-chave para uma gestão de custos lucrativa

Quanto mais se economiza com o custo de um serviço ou produto, maior é sua margem de lucro, certo? Falamos disso nos tópicos anteriores. Então, outra dica essencial é manejar como o dinheiro está sendo gasto com o transporte da equipe.

Se sua empresa usa o sistema de reembolso de táxi comum, é possível que você tenha de conferir dezenas ou centenas de recibos ao fim do mês. Se já é difícil ter ideia se o valor de tudo isso está correto, imagine então conferir se a necessidade do transporte realmente existiu. Ainda mais complicado, né?

Pensando nisso, a plataforma 99 Empresas traz a solução de transporte corporativo para o seu negócio. Com a mesma comodidade e conforto do app que você já deve ter usado nos seus compromissos fora do trabalho, vale lembrar! Na plataforma é possível analisar centro de custos de funcionários, checar a quilometragem percorrida em tempo real e conferir se houve algum gasto incomum.

Você também pode limitar o gasto por colaborador ou setor e ainda escolher os dias e horários que o serviço pode ser utilizado. Muito mais fácil de gerenciar, com exatidão de valores e sai muito mais em conta do que manter uma frota de veículos, se esse for o caso aí na sua empresa. Se interessou? Conheça mais clicando aqui.

Precisando de mais ajuda com as fianças? Então clique aqui e continue navegando na nossa seção sobre o tema.

Veja Também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.