Mulher sorridente segurando o ombro de outra pessoa de costas.

Cuidados com a saúde mental: Qual a importância?

Todos temos dias ruins, não é mesmo? Mas em que momento esses dias ruins deixam de ser um ponto fora da curva e se tornam uma questão de cuidados com a saúde mental?

A saúde mental é um tema que não pode mais ficar fora do radar das empresas. O cuidado e o bem-estar são indispensáveis, para gestores e colaboradores, ajudando a lidar com os contratempos, gerenciar o estresse  e aumentar a resiliência.

Na prática, ter uma boa saúde mental assegura que tenhamos a capacidade de reconhecer, expressar e regular nossas emoções. Isso fortalece as pessoas, de modo que elas conseguem expressar, assim, o melhor de si.

Pensando nisso, trouxemos um conteúdo completo para você ficar por dentro e entender melhor o que é e qual a importância dos cuidados com a saúde mental. 

Continue acompanhando e boa leitura! 😉

A importância dos cuidados com a saúde mental 

Quando falamos sobre rotina de trabalho, a verdade é que muitas pessoas enfrentam o impacto do estresse e da ansiedade no dia a dia. Por isso, os cuidados com a saúde mental não são apenas necessários, mas indispensáveis para empresas que desejam manter o bem-estar da equipe.

Uma boa saúde mental nos permite crescer e prosperar, concorda? Sabendo disso, os líderes e gestores empresariais também estão reconhecendo a importância desse tema no local de trabalho.

Além de impactar na qualidade de vida dos colaboradores, o investimento em cuidados com a saúde mental também contribui para o sucesso da companhia. Todos saem ganhando!

Pesquisas apontam que empresas com altos níveis de conscientização sobre saúde mental são mais bem-sucedidas. De acordo com estudo da University of Warwick, abordar o bem-estar no trabalho aumenta a produtividade em até 12%.

Conscientização: 5 sinais para ficar de olho

Para que políticas e programas de saúde mental sejam implementados com sucesso, é crucial que as empresas estejam abertas e prontas para falar sobre isso sem medo.

Portanto, a iniciativa em relação aos cuidados com a saúde mental deve partir, no primeiro momento, dos gestores. 

Líderes e gerentes devem dar o exemplo ao abordar conversas difíceis com compaixão e abertura. Coisas simples, como sair do escritório na hora certa e fazer uma pausa para o almoço, mostram para sua equipe o quanto a empresa respeita o bem-estar de cada um. 

Além disso, é necessário ter a sensibilidade de observar alguns sinais comuns que costumam surgir em profissionais que estão lutando com sua saúde mental:

  • Sintomas físicos, como cansaço devido à privação de sono ou dores de cabeça persistentes;
  • Erros mais frequentes do que o normal, de modo que a produtividade cai e aumenta as dificuldades de tomar decisões.
  • Comportamento mais irritável ​​ou, ao contrário, complacente;

As faltas podem aumentar ou, então, os colaboradores começam a trabalhar muito mais horas, começando cedo ou ficando até tarde.

Mulher sentada com a mão na testa por causa do estresse.
A falta de cuidados com a saúde mental pode gerar um impacto imediato não só no dia a dia, mas também na rotina de trabalho.

Cuidados com a saúde mental nas empresas

Os cuidados com a saúde mental trazem benefícios que vão muito além do bem-estar das pessoas. 

De acordo com artigo do Journal of Occupational and Environmental Medicine, de 2018, cerca de 86% dos funcionários relataram melhora no desempenho no trabalho e menores taxas de absenteísmo após receberem tratamento para depressão.

Já um artigo da Harvard Business Review concluiu que  “para cada US$ 1 gasto no cuidado de pessoas com problemas de saúde mental a empresa tem o retorno de US$ 4”.

Mas, então, como preservar os funcionários e contribuir para o bem-estar deles? 🤔 Veja algumas boas práticas a seguir:

Meça a saúde comportamental dos colaboradores

O primeiro passo para desenvolver os cuidados com a saúde mental no ambiente de trabalho é identificar quais são os desafios, assim como o que precisa e pode ser feito para auxiliar seus colaboradores.

Para detectar essas necessidades, você pode usar um questionário de saúde geral de 12 perguntas, desenvolvido pela primeira vez em 1970 e validado em todo o mundo.

Lembre-se, o primeiro passo deve partir dos líderes e gestores. 😊

Conscientize seus colaboradores 

Além do primeiro passo, aos líderes da empresa também cabe promover a conscientização sobre a saúde mental.

Ao falar abertamente sobre o tema e apoiar essa conversa com ações significativas, os líderes contribuem para quebrar alguns paradigmas que podem surgir.

Desse modo, as pessoas entendem que podem e devem ter acesso ao suporte que a empresa oferece.

Ofereça ferramentas de cuidados com a saúde mental

Além de abordar o tema e torná-lo mais familiar, é preciso oferecer meios para que as pessoas tenham oportunidade de lidar com os desafios.

Muitas empresas estão oferecendo uma variedade de soluções de saúde mental digital subsidiadas ou totalmente cobertas. Seja através do acesso a aplicativos online para ajudar a lidar com problemas de saúde comportamental, ou apps que ajudam na meditação e no sono. 

Estresse no transporte

Um dos momentos que mais gera estresse e ansiedade na rotina do trabalho é o transporte, não é mesmo? O trânsito e o desgaste da locomoção de um local para o outro podem ter um impacto negativo na saúde mental.

Pensando nisso, 99Empresas pode ser a solução ideal para otimizar sua locomoção. Gestores e colaboradores podem se beneficiar com os serviços e ferramentas da plataforma, se deslocando sem se desgastar no transporte público ou no volante, e tudo isso sem precisar de relatórios de reembolso. 🚘

Ou seja, além de melhorar e auxiliar seu planejamento, dando mais tempo e tranquilidade para focar em outros projetos e demandas, a plataforma 99Empresas também te ajuda a diminuir o peso do transporte no seu negócio, deixando o dia a dia mais leve e com menos preocupações e estresse.

👉 Conheça mais sobre 99Empresas e veja como sua empresa pode aproveitar e se beneficiar com os serviços! 

5 hábitos mais saudáveis para trabalhar em casa

Bom, até aqui vimos qual a importância dos cuidados com a saúde mental e o papel de responsabilidade da empresa e dos líderes. Mas, para que tudo funcione da melhor forma, também é preciso dedicação dos colaboradores.

É necessário compreender a importância de fazer pausas ao longo do dia e reservar um tempo para cuidar de si. 

Principalmente quando falamos sobre homeoffice, o trabalho e a vida pessoal podem se misturar com mais facilidade. Por isso, ter um momento para relaxar e recuperar as energias é fundamental.

A seguir, listamos seis dicas que os profissionais podem aproveitar para promover o bem-estar mental no trabalho em casa: 👇

Participe de programas e atividades patrocinados pela empresa

Aproveitar os programas e iniciativas oferecidos pela empresa para aprender novas habilidades e obter o suporte que precisam é um dos cuidados com a saúde mental.

Abrace as oportunidades que surgirem, mas sem se sobrecarregar. 

Pratique habilidades de enfrentamento durante o dia de trabalho

Para lidar com os geradores de  estresse do trabalho, os colaboradores podem adotar boas práticas que sejam capazes de promover uma mentalidade, relacionamentos e auto imagem mais saudáveis. 

As ferramentas podem incluir:

  1. Respiração profunda;
  2. Comunicação saudável;
  3. Priorização e foco em uma tarefa por vez para evitar ser sobrecarregado;
  4. Conversa interna positiva.

Pratique o autocuidado na hora do almoço

Os intervalos diários para o almoço são mais do que apenas oportunidades para uma refeição. Esse pode ser também um momento perfeito para praticar o autocuidado.

Durante as pausas para o almoço, você pode:

  1. Ouvir podcasts inspiradores;
  2. Meditar;
  3. Fazer respirações profundas;
  4. Fazer uma curta caminhada pela natureza;
  5. Descansar.

Cuide de sua saúde física

O sucesso na saúde mental anda de mãos dadas com a saúde física. Isso inclui comer refeições saudáveis, fazer exercícios regularmente e dormir bastante.

Para que a mente possa estar no seu melhor, o corpo também precisa de atenção. O contrário também se faz verdade, afinal, se não estamos saudáveis fisicamente fica muito mais difícil cuidar da saúde comportamental.

Compartilhe altos e baixos com outras pessoas

Para ajudar a reduzir o estigma em torno dos cuidados com a saúde mental, os colaboradores podem compartilhar suas próprias experiências com outros colegas de trabalho, quando apropriado.

Não precisa entrar em detalhes, mas esse momento de auto expressão é importante porque destaca nossa humanidade e promove identificação: ninguém está sozinho e todos têm suas questões para lidar. 😊

Duas mulheres de máscaras sentadas em uma praça conversando.
Um espaço seguro é fundamental para que os colaboradores se sintam confortáveis em compartilhar suas experiências e cuidados com a saúde mental.

Como a saúde mental pode impactar o dia a dia da empresa e dos colaboradores?

Questões relacionadas aos cuidados com a saúde mental e comportamental, como ansiedade, estresse e depressão sempre foram generalizadas, constituindo assim uma das principais causas de diminuição do bem-estar.

Esses paradigmas acabam cobrando um enorme tributo na forma de absenteísmo, redução da produtividade e aumento dos custos de saúde. 

Em 2019, a Organização Mundial da Saúde rotulou o esgotamento dos funcionários como uma condição médica, observando que sua causa é o estresse crônico no local de trabalho.

Neste cenário, os cuidados com a saúde mental precisam ser uma prioridade para as empresas e para as pessoas.

Os desafios 

Alguns dos desafios que as empresas enfrentam são:

👉 Absenteísmo: a depressão em indivíduos pode resultar em 26 faltas adicionais por ano em comparação com funcionários que não sofrem de depressão. O absenteísmo relacionado a transtornos mentais representou cerca de 7% da folha de pagamento global, superando outros transtornos.

👉 Presenteísmo: o desempenho no trabalho prejudicado ou perda de produtividade, também conhecido como presenteísmo, é um custo ainda maior. Embora seja mais difícil de calcular, estima-se que o custo total do presenteísmo seja de 3 a 4 vezes maior do que o custo do absenteísmo.

Os benefícios

Investir no bem-estar corporativo não beneficia apenas os profissionais, mas também os empregadores. Ao receber cuidados com a saúde mental adequados, a produtividade aumenta.

Ter uma equipe saudável que aparece para trabalhar em um bom estado de espírito beneficia a todos. O investimento em uma melhor cobertura de saúde mental para os profissionais é uma das demandas em atual evidência. 

Por isso, muitas empresas estão lutando para atender às crescentes demandas, incentivando a adoção de práticas de autocuidado e oferecendo uma boa cobertura de saúde.

Tudo isso faz parte de uma estratégia necessária para companhias que desejam manter um time motivado, saudável e satisfeito.  

Gostou do conteúdo? Compartilhe as dicas que você aprendeu e acompanhe outros artigos completos no nosso blog.

Te esperamos lá! 😉

Veja Também

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.